Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Palavras chave

Últimos assuntos
» POR QUE AS PESSOAS ABANDONAM A “IGREJA”
Ter Jan 20, 2015 1:28 pm por Jardim Regado

» Para que são os "sinais"?
Seg Out 27, 2014 8:03 pm por Jardim Regado

» Fórum - Transformando "igrejados" em "desigrejados"
Seg Jul 28, 2014 5:29 pm por rasabino

» O Evangelho Vive #25
Qua Jun 11, 2014 5:00 pm por Jardim Regado

» Desabafo 3
Sex Maio 16, 2014 7:48 pm por rasabino

» Desabafo 2
Sex Maio 16, 2014 7:47 pm por rasabino

» Desabafo 1
Sex Maio 16, 2014 7:46 pm por rasabino

» O Evangelho Vive #24
Ter Abr 22, 2014 9:10 pm por rasabino

» O Evangelho Vive #23
Ter Abr 22, 2014 4:41 pm por rasabino

Novembro 2017
SegTerQuaQuiSexSabDom
  12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930   

Calendário Calendário

Parceiros
Fórum grátis


A Ciência e a Fé

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

A Ciência e a Fé

Mensagem por rasabino em Sab Dez 14, 2013 11:28 am

Por que será que estes dois grandes representantes daquilo que é verificável e estudável, e de outro lado, daquilo que não se explica e nem se pode atestar, não conseguem andar de mãos dadas?

A Ciência pode nos ajudar a comprovar tudo que vem da Fé? A Fé poderia nos levar a desenvolver métodos científicos capazes de nos fazer compreender o invisível ou imaterial?

Estamos diante de perguntas, que a história nos conta, que trouxeram muitas guerras e mortes no passado, mas que hoje a Ciência e Fé vem tentando fazer as pazes por meio da Religião. Assistam ao filme abaixo e depois vamos ao debates:



Última edição por rasabino em Seg Dez 16, 2013 12:53 pm, editado 1 vez(es)

_________________
No amor,

Roberto A. Sabino
Blog O Evangelho Vive
rasabino@yahoo.com.br
(044)9805-7891
avatar
rasabino

Mensagens : 215
Data de inscrição : 18/03/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Ciência e a Fé

Mensagem por rasabino em Dom Dez 15, 2013 3:44 pm

Entendo que tudo que existe no Universo e que pode ser estudado compete a Ciência tratar e nos encantar com suas descobertas, mas não creio que a Ciência possa estudar ou explicar Deus, pois Deus é Espirito, logo a Fé não está ligada ao que se pode ver, ou comprovar, mas ao que não é verificável e nunca será.

Este Universo, com seus multi-versos ou dimensões, são criações, e estas não são Deus, mas Este as criou para o louvor da Sua Glória.

Em todo o Universo, apenas o homem tem o que Deus se pode receber, qual seja, o Seu Espirito, porém este só pode ser manifestado por meio da Fé. Então se disse: a Fé liga você aquilo que não se vê nem se pode comprovar.

Não vejo nenhum problema em a Ciência procurar descobrir e explorar o Universo, mas me preocupa quando esta tenta explicar "como" ele foi criado. É como se a Ciência pudesse entrar na "mente de Deus":

Mas, como está escrito: "As coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu,e não subiram ao coração do homem, são as que Deus preparou para os que o amam". Mas Deus no-las revelou pelo seu Espírito; porque o Espírito penetra todas as coisas, ainda as profundezas de Deus. 1 Coríntios 2:9-10

A Ciência não pode penetrar a mente de Deus porque esta só é acessada por meio do Espirito Santo de Deus, que nos foi dado (concedido que nos habitasse) mediante a nossa Fé.

Ora, o homem natural (sem Fé) não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente. Mas o que é espiritual discerne bem tudo, e ele de ninguém é discernido. 1 Coríntios 2:14-15

O Espirito Santo de Deus é um SER, com consciência e sentimentos. Ele se entristece, se alegra e sente ciúmes. Consola os homens, guia-os, os anima e por fim, os convence acerca da verdade, da justiça e do Juízo.

Então me preocupo quando a Ciência quer ser este "canal" de acesso a Deus, querendo explicar Deus, tentando substituir o único canal possível, Jesus Cristo.

O profeta Daniel foi alertado do seguinte:

E tu, Daniel, encerra estas palavras e sela este livro, até ao fim do tempo; muitos correrão de uma parte para outra, e o conhecimento (Ciência) se multiplicará. Daniel 12:4

Nossas últimas gerações tem usado este caminho da Ciência para explicar Deus. Explicar o inexplicável, discernir o indiscernível.

Meu conselho, é que a Ciência continue explicando tudo que vem da criação, mas para conhecer o Deus Único e Verdadeiro Criador, só por meio da Fé em Jesus Cristo:

Todas as coisas me foram entregues por meu Pai, e ninguém conhece o Filho, senão o Pai; e ninguém conhece o Pai, senão o Filho, e aquele a quem o Filho o quiser revelar. Mateus 11:27

Conheço muitos antigos cristãos que abandonaram a Fé para seguir pela Ciência o "caminho da iluminação". Nunca mais retornaram:

Porque é impossível que os que já uma vez foram iluminados, e provaram o dom celestial, e se fizeram participantes do Espírito Santo, e provaram a boa palavra de Deus, e as virtudes do século futuro, e recaíram, sejam outra vez renovados para arrependimento; pois assim, quanto a eles, de novo crucificam o Filho de Deus, e o expõem ao vitupério. Hebreus 6:4-6

O Apóstolo Paulo nos diz que no fim dos tempos muitas pessoas abandonariam a Fé no Evangelho, isto se chama APOSTASIA. Ela é um dos sinais que se manifestaria nos últimos tempos. Tenho por certo que o motivo de tanto abandono da Fé se deve ao fato da Ciência estar se multiplicando, e na medida que ela cresce a Fé diminui:

E Deus não fará justiça aos seus escolhidos, que clamam a ele de dia e de noite, ainda que tardio para com eles? Digo-vos que depressa lhes fará justiça. Quando porém vier o Filho do homem, porventura achará fé na terra? Lucas 18:7-8

Cada dia a Ciência "descobre" algo novo acerca de Deus. Agora ela diz ter isolado a "partícula de Deus", como se Deus fosse uma colisão de matéria e anti-matéria, ou que Deus seja uma frequência de onda, uma energia quântica estudável.

Por que ao invés dos homens estudarem a origem ou a essência de Deus eles não buscam encontrar soluções para falta de AMOR que neles existem? Estou certo que quando a humanidade encontrar o que lhes falta (AMOR) terão encontrado a menor partícula de Deus.

_________________
No amor,

Roberto A. Sabino
Blog O Evangelho Vive
rasabino@yahoo.com.br
(044)9805-7891
avatar
rasabino

Mensagens : 215
Data de inscrição : 18/03/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Ciência e a Fé

Mensagem por rasabino em Seg Dez 16, 2013 12:04 pm

Assistam ao filme para que possamos entender onde termina a Ciência e onde se começa a Fé:


_________________
No amor,

Roberto A. Sabino
Blog O Evangelho Vive
rasabino@yahoo.com.br
(044)9805-7891
avatar
rasabino

Mensagens : 215
Data de inscrição : 18/03/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Ciência e a Fé

Mensagem por Jardim Regado em Seg Dez 16, 2013 3:09 pm

rasabino escreveu:Entendo que tudo que existe no Universo e que pode ser estudado compete a Ciência tratar e nos encantar com suas descobertas, mas não creio que a Ciência possa estudar ou explicar Deus, pois Deus é Espirito, logo a Fé não está ligada ao que se pode ver, ou comprovar, mas ao que não é verificável e nunca será.

Este Universo, com seus multi-versos ou dimensões, são criações, e estas não são Deus, mas Este as criou para o louvor da Sua Glória.

Em todo o Universo, apenas o homem tem o que Deus se pode receber, qual seja, o Seu Espirito, porém este só pode ser manifestado por meio da Fé. Então se disse: a Fé liga você aquilo que não se vê nem se pode comprovar.

Não vejo nenhum problema em a Ciência procurar descobrir e explorar o Universo, mas me preocupa quando esta tenta explicar "como" ele foi criado. É como se a Ciência pudesse entrar na "mente de Deus":

Mas, como está escrito: "As coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu,e não subiram ao coração do homem, são as que Deus preparou para os que o amam". Mas Deus no-las revelou pelo seu Espírito; porque o Espírito penetra todas as coisas, ainda as profundezas de Deus. 1 Coríntios 2:9-10

A Ciência não pode penetrar a mente de Deus porque esta só é acessada por meio do Espirito Santo de Deus, que nos foi dado (concedido que nos habitasse) mediante a nossa Fé.

Ora, o homem natural (sem Fé) não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente. Mas o que é espiritual discerne bem tudo, e ele de ninguém é discernido. 1 Coríntios 2:14-15

O Espirito Santo de Deus é um SER, com consciência e sentimentos. Ele se entristece, se alegra e sente ciúmes. Consola os homens, guia-os, os anima e por fim, os convence acerca da verdade, da justiça e do Juízo.

Então me preocupo quando a Ciência quer ser este "canal" de acesso a Deus, querendo explicar Deus, tentando substituir o único canal possível, Jesus Cristo.

O profeta Daniel foi alertado do seguinte:

E tu, Daniel, encerra estas palavras e sela este livro, até ao fim do tempo; muitos correrão de uma parte para outra, e o conhecimento (Ciência) se multiplicará. Daniel 12:4

Nossas últimas gerações tem usado este caminho da Ciência para explicar Deus. Explicar o inexplicável, discernir o indiscernível.

Meu conselho, é que a Ciência continue explicando tudo que vem da criação, mas para conhecer o Deus Único e Verdadeiro Criador, só por meio da Fé em Jesus Cristo:

Todas as coisas me foram entregues por meu Pai, e ninguém conhece o Filho, senão o Pai; e ninguém conhece o Pai, senão o Filho, e aquele a quem o Filho o quiser revelar. Mateus 11:27

Conheço muitos antigos cristãos que abandonaram a Fé para seguir pela Ciência o "caminho da iluminação". Nunca mais retornaram:

Porque é impossível que os que já uma vez foram iluminados, e provaram o dom celestial, e se fizeram participantes do Espírito Santo, e provaram a boa palavra de Deus, e as virtudes do século futuro, e recaíram, sejam outra vez renovados para arrependimento; pois assim, quanto a eles, de novo crucificam o Filho de Deus, e o expõem ao vitupério. Hebreus 6:4-6

O Apóstolo Paulo nos diz que no fim dos tempos muitas pessoas abandonariam a Fé no Evangelho, isto se chama APOSTASIA. Ela é um dos sinais que se manifestaria nos últimos tempos. Tenho por certo que o motivo de tanto abandono da Fé se deve ao fato da Ciência estar se multiplicando, e na medida que ela cresce a Fé diminui:

E Deus não fará justiça aos seus escolhidos, que clamam a ele de dia e de noite, ainda que tardio para com eles? Digo-vos que depressa lhes fará justiça. Quando porém vier o Filho do homem, porventura achará fé na terra? Lucas 18:7-8

Cada dia a Ciência "descobre" algo novo acerca de Deus. Agora ela diz ter isolado a "partícula de Deus", como se Deus fosse uma colisão de matéria e anti-matéria, ou que Deus seja uma frequência de onda, uma energia quântica estudável.

Por que ao invés dos homens estudarem a origem ou a essência de Deus eles não buscam encontrar soluções para falta de AMOR que neles existem? Estou certo que quando a humanidade encontrar o que lhes falta (AMOR) terão encontrado a menor partícula de Deus.

O que se tem a conhecer de Deus, é a perfeita expressão Dele que há em Cristo.
A ciência é tão importante e as descobertas são tão úteis pra que o homem viva melhor nessa Terra! Porém, Deus é mistério e não lógica. Para conhecê-lo é preciso crer primeiro, para que Cristo o revele. Homem algum, por mais que estude e pesquise, jamais poderá definir, nem limitar Deus num conceito.

_________________
"Serás como um jardim regado e como um manancial, cujas águas nunca faltam Is 58:11b"

http://janetecardoso.blogspot.com.br/
avatar
Jardim Regado

Mensagens : 223
Data de inscrição : 17/03/2013
Idade : 46
Localização : Belo Horizonte

Ver perfil do usuário http://janetecardoso.blogspot.com.br/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Ciência e a Fé

Mensagem por rasabino em Sex Dez 27, 2013 6:11 am

Tenho minhas preocupações quando o homem acredita que é sábio aos seus próprio olhos:


_________________
No amor,

Roberto A. Sabino
Blog O Evangelho Vive
rasabino@yahoo.com.br
(044)9805-7891
avatar
rasabino

Mensagens : 215
Data de inscrição : 18/03/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Ciência e a Fé

Mensagem por Luis Nuno em Dom Fev 23, 2014 7:41 am

Continuo dizendo e a utilizar Romanos 1:20 para manifestar que é possível compreender a existência de Deus, com a ajuda da ciência.
O que a ciência no poderá ajudar, é fazer-nos entender como as coisas da Criação foram e são feitas e a partir daí podermos compreender como Deus existe e principalmente (para mim) a Sua motivação ou a Sua Natureza, ou ainda, o que O levou a criar? Podemos descobrir isso da mesma forma como descobrimos, a natureza o caracter e sentimentos de um autor ao analisarmos a sua obra.
Naturalmente que se viermos a compreender como Deus existe, isto não significa que possamos estar a lidar com o próprio Deus em si mesmo, simplesmente por que Ele não é material e não está condicionado ao tempo e ao espaço. Da mesma forma que não somos capazes de lidar com o sentimento em si mesmo, simplesmente por que também não é algo material, mas podemos compreender que ele existe.
A ciência só conseguirá lidar com as coisas confinadas ao tempo e ao espaço, ou seja, só poderá fazer-nos perceber os mecanismos que regem e deram origem à Criação e à sua manutenção. Tudo que vai para além disso é somente através do espirito que poderemos compreender.
Digam-me:
Há fenómeno sem Lei? E Lei sem Fenómeno, existe?
O fenómeno é ou não a expressão ou a manifestação da lei?
Outro exemplo:
Há Lágrima sem sentimento? A Lágrima não é a expressão de um sentimento?
Ora, como descobrimos a CAUSA da existência do fenómeno e da lágrima?
O Sentimento e a Lei serão palpáveis, são visíveis, têm tempo e espaço?
Mas existem!
Como?
Não é isto percetível, por aquilo que nos faz diferente dos restantes animais, o Espirito, a Mente, o que lhe quiserem chamar?
Tudo é energia afinal. A física quântica apenas está a descobrir o mecanismo interactivo das sub-particulas, mas tudo isso é afinal energia e nada mais do que energia que actua numa dimensão condicionada ao tempo e espaço, que deram ao surgimento das teorias da origem da Criação. A abordagem para a compreensão de Deus, não se limita a uma visão mecanicista. Não basta compreender a mecânica da Criação, mas creio que devemos ir por outra abordagem, como por exemplo compreender “Como as coisas existem”, não a de “quando e como passou a existir”. Esta fica limitada ao tempo e ao espaço.
Reflitam sobre o seguinte:
As leis são ou não universais? Se são, então, serão Imutáveis e Omnipresentes. Estes não são os mesmos atributos que os crentes dão a Deus?

Luís Nuno

Luis Nuno

Mensagens : 14
Data de inscrição : 11/10/2013
Idade : 61
Localização : Lisboa - Cacem

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Ciência e a Fé

Mensagem por rasabino em Qui Fev 27, 2014 4:22 pm

Graça e Paz Luis, quanto tempo em meu irmão! Que bom ouvi-lo por aqui novamente!
Vamos as questões:
Luis Nuno escreveu:
Digam-me:
Há fenómeno sem Lei? E Lei sem Fenómeno, existe?
O fenómeno é ou não a expressão ou a manifestação da lei?

Sim. Todo o universo (reino da matéria) se manifesta por leis
Luis Nuno escreveu:
Outro exemplo:
Há Lágrima sem sentimento? A Lágrima não é a expressão de um sentimento?
Ora, como descobrimos a CAUSA da existência do fenómeno e da lágrima?
O Sentimento e a Lei serão palpáveis, são visíveis, têm tempo e espaço?
Mas existem!
Como?

De fato a alma existe. Apesar de muitos acreditarem que ela não é imortal, mas com certeza ela se manifesta por meio dos nossos sentimentos e emoções.
Luis Nuno escreveu:
Não é isto percetível, por aquilo que nos faz diferente dos restantes animais, o Espirito, a Mente, o que lhe quiserem chamar?
Tudo é energia afinal. A física quântica apenas está a descobrir o mecanismo interactivo das sub-particulas, mas tudo isso é afinal energia e nada mais do que energia que actua numa dimensão condicionada ao tempo e espaço, que deram ao surgimento das teorias da origem da Criação. A abordagem para a compreensão de Deus, não se limita a uma visão mecanicista. Não basta compreender a mecânica da Criação, mas creio que devemos ir por outra abordagem, como por exemplo compreender “Como as coisas existem”, não a de “quando e como passou a existir”. Esta fica limitada ao tempo e ao espaço.
Reflitam sobre o seguinte:
As leis são ou não universais? Se são, então, serão Imutáveis e Omnipresentes. Estes não são os mesmos atributos que os crentes dão a Deus?

Luís Nuno

De fato, tudo que está no Universo podemos estudar pela ciência. Mas Deus está fora do Universo, talvez um universo paralelo, mas não físico (imaterial) que não podemos atingir, a não ser pelo espírito:

E logo fui arrebatado em espírito, e eis que um trono estava posto no céu, e um assentado sobre o trono. Apocalipse 4:2

Creio que nunca poderemos perscrutar Deus, pois Este é Espirito, não faz parte do Universo. Está para além dele. Poderemos crer que Ele exita, mas não podemos vê-lo.

Ora, sem fé é impossível agradar-lhe; porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe, e que é galardoador dos que o buscam.
Hebreus 11:6

_________________
No amor,

Roberto A. Sabino
Blog O Evangelho Vive
rasabino@yahoo.com.br
(044)9805-7891
avatar
rasabino

Mensagens : 215
Data de inscrição : 18/03/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Ciência e a Fé

Mensagem por Luis Nuno em Sab Mar 01, 2014 9:54 am

Olá

Sabino - Sim. Todo o universo (reino da matéria) se manifesta por leis.
Este assunto é para mim deveras interessante, porque creio que por aqui poderemos compreender como Deus e a Criação existem.
Por que digo isto? Repare nos atributos que se dão às leis universais. São as mesmas que atribuímos a Deus, ou seja, são Eternas, são Absolutas, são Omnipresentes, e podemos considerar que são Omniscientes também, porque exercem automaticamente a sua força ou acção em qualquer parte do universo sem que para isso sejam informadas ou alertadas para agir.
A questão para mim está em conhecer como a Criação e Deus existem e como se interrelacionam.
Volto a relançar a reflexão.
A LEI (tal como o sentimento ou a emoção) não é visível, não é palpável, não tem cheiro, não tem cor, não tem tempo nem espaço, mas existe. COMO?
A mesma questão, mas de outra forma, mas já equacionada anteriormente.
A CRIAÇÃO existe como um fenómeno, logo sujeita às leis que lhe dão existência. Assim sendo, o que existe primeiro:
A LEI ou o FENÓMENO?
Para dissecar esta questão, posso interrogar-me!
Existe LEI sem o FENÓMENO ou, existe FENÓMENO sem a LEI?
Se uma coisa não existe sem a outra e vice-versa como então:
A LEI e o FENÓMENO interagem?


Sabino - Creio que nunca poderemos perscrutar Deus, pois Este é Espirito, não faz parte do Universo. Está para além dele. Poderemos crer que Ele exita, mas não podemos vê-lo.

Ora, sem fé é impossível agradar-lhe; porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe, e que é galardoador dos que o buscam.
Hebreus 11:6

Não tenho esta visão redutora ou limitativa. Este é um assunto de reflexão, não é assunto para se conhecer quem tem mais razão ou não. É assunto de verdadeira REFLEXÃO teológica. Reflexão não é defender e usar argumentos de acordo com aquilo em que acreditamos. É explorar um assunto a partir daquilo em que acreditamos, sim, mas que muitas vezes pode fazer-nos cair em opiniões bem diferentes das que tínhamos antes.
Este assunto leva-nos ao que acima escrevi. Mas deixe-me perguntar o que entende por “espirito”?
Também escreve que Deus sendo Espirito, e não faz parte do universo (um universo paralelo). É possível explicar-me melhor esta sua visão? Já agora, qual o significado para si de, “Céu”?

Por que considero argumento ou pensamento limitativo e certamente contraditório em relação ao que Jesus nos pede.
O que Jesus nos pede? Que “sejamos Perfeitos como o Pai que está nos céus” Nem sequer nos pede como Jesus é, mas como o Pai que está nos Céus é!
O que significa ser - como o Pai que está nos Céus?
O que realmente isto nos quer dizer?
O que é “SER” como o PAI QUE ESTÁ NOS CÉUS?
Noutra passagem bíblica é manifesto que “somos o Templo de Deus”.
O que é ser Templo de Deus?
Noutra ainda é referido que Deus está no meio de nós. O que é que significa Deus estar no meio de nós?


Luís Nuno

Luis Nuno

Mensagens : 14
Data de inscrição : 11/10/2013
Idade : 61
Localização : Lisboa - Cacem

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Ciência e a Fé

Mensagem por rasabino em Seg Mar 03, 2014 4:06 pm

Graça e Paz Luis!

Então vamos as questões:
Luis Nuno escreveu:Mas deixe-me perguntar o que entende por “espirito”?
Também escreve que Deus sendo Espirito, e não faz parte do universo (um universo paralelo). É possível explicar-me melhor esta sua visão? Já agora, qual o significado para si de, “Céu”?

Perfeito. No meu entendimento, o meu "espirito" a capacidade provida por Deus para me fazer um ser com "consciência". Então, "espirito" seria a minha capacidade de discernir entre o bem e o mal:

...mas o mantimento sólido é para os perfeitos, os quais, em razão do costume, têm os sentidos exercitados para discernir tanto o bem como o mal. Hebreus 5:14 (ACF)

mas o alimento sólido é para os adultos, os quais têm, pela prática, as faculdades exercitadas para discernir tanto o bem como o mal. Hebreus 5:14 (AA)

Mas o alimento sólido é para os adultos, os quais, pelo exercício constante, tornaram-se aptos para discernir tanto o bem quanto o mal. Hebreus 5:14

Que, quanto ao trato passado, vos despojeis do velho homem, que se corrompe pelas concupiscências do engano; E vos renoveis no espírito da vossa mente; E vos revistais do novo homem, que segundo Deus é criado em verdadeira justiça e santidade. Efésios 4:22-24

Então, nosso espirito nos habilita para discernirmos entre o bem e o mal.

Luis Nuno escreveu:
O que significa ser - como o Pai que está nos Céus?
O que realmente isto nos quer dizer?
O que é “SER” como o PAI QUE ESTÁ NOS CÉUS?

Se acreditamos que em nós está plantado o espirito que vem de Deus, então podemos e devemos discernir perfeitamente todas as coisas. Ser "perfeito" como Deus, é usar da habilidade que está no nosso espirito, qual seja, o discernimento!

Agora me entenda, nosso espirito só discerne o que existe entre uma coisa e outra, ou seja, é limitado, pois sem "parâmetros" (bem ou mal) não existem discernimentos! Já o Espirito de Deus não age por parâmetros, pois Ele é Deus:

Mas, como está escrito: "As coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu,e não subiram ao coração do homem, são as que Deus preparou para os que o amam." Mas Deus no-las revelou pelo seu Espírito; porque o Espírito penetra todas as coisas, ainda as profundezas de Deus. Porque, qual dos homens sabe as coisas do homem, senão o espírito do homem, que nele está? Assim também ninguém sabe as coisas de Deus, senão o Espírito de Deus. Mas nós não recebemos o espírito do mundo, mas o Espírito que provém de Deus, para que pudéssemos conhecer o que nos é dado gratuitamente por Deus. As quais também falamos, não com palavras que a sabedoria humana ensina, mas com as que o Espírito Santo ensina, comparando as coisas espirituais com as espirituais. 1 Coríntios 2:9-13

Luis Nuno escreveu:
Noutra passagem bíblica é manifesto que “somos o Templo de Deus”.
O que é ser Templo de Deus?

Acredito que Deus nos criou para sermos a Sua morada no Espirito, ou seja, para que nos tornássemos a Sua casa:

No qual todo o edifício, bem ajustado, cresce para templo santo no Senhor. No qual também vós juntamente sois edificados para morada de Deus em Espírito. Efésios 2:21-22

Homens precisam da uma habitação. Deus nos criou para sermos a Sua habitação. Mas esta casa (nosso corpo) pode receber Deus como habitante eterno? Quantas vezes Deus teria que reedificar esta casa?

Porque sabemos que, se a nossa casa terrestre deste tabernáculo se desfizer, temos de Deus um edifício, uma casa não feita por mãos, eterna, nos céus. E por isso também gememos, desejando ser revestidos da nossa habitação, que é do céu...2 Coríntios 5:1-2

"Céu" para mim, não é um lugar numa geografia espiritual para além deste universo, mas uma textura, uma condição, um elemento ou "substância", a qual nos reveste para nos tornamos uma morada (casa) eterna para Deus habitar.

Posso dizer que nunca hei de "morar no Céu", mas o Céu ha de me revestir, pois me tornarei um ser celeste!

Luis Nuno escreveu:
Noutra ainda é referido que Deus está no meio de nós. O que é que significa Deus estar no meio de nós?[/color] Luís Nuno

Aqui vou citar as palavras de Jesus:

Porque, onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles. Mateus 18:20

Quando duas o mais "consciências" ou "espíritos", concordam na terra, acerca do que seja o bem ou mal segundo o Espirito (consciência) do Eterno, então Deus está na terra, ou seja, seu Espirito está presente entre nós!

Abraços

_________________
No amor,

Roberto A. Sabino
Blog O Evangelho Vive
rasabino@yahoo.com.br
(044)9805-7891
avatar
rasabino

Mensagens : 215
Data de inscrição : 18/03/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Ciência e a Fé

Mensagem por Luis Nuno em Ter Mar 04, 2014 3:52 pm

Perfeito. No meu entendimento, o meu "espirito" a capacidade provida por Deus para me fazer um ser com "consciência". Então, "espirito" seria a minha capacidade de discernir entre o bem e o mal:

...mas o mantimento sólido é para os perfeitos, os quais, em razão do costume, têm os sentidos exercitados para discernir tanto o bem como o mal. Hebreus 5:14 (ACF)

Eu já tinha dito algo antes que vai no mesmo sentido.
“A ciência só conseguirá lidar com as coisas confinadas ao tempo e ao espaço, ou seja, só poderá fazer-nos perceber os mecanismos que regem e deram origem à Criação e à sua manutenção. Tudo que vai para além disso é somente através do espirito que poderemos compreender (discernimento).”
Poderei dizer que se a capacidade provida por Deus é a nossa capacidade de discernimento, então poderemos dizer que:
O intelecto, o sentimento, a vontade, o amor são atributos espirituais. É assim?
Volto a perguntar. Como existem estes atributos? Como o espirito existe? Não se vê, não se apalpa, não cheira, não ocupa espaço, como existe? O que é isso?
Em relação ao outro tema, não me sinto respondido, qualquer das formas, não quereria desviar-me do meu assunto inicial.
Gostaria de fazer um parelismo com as perguntas que faço, com a existência de Deus.
Entre nós, creio, não haver necessidade de fazer manifestar a existência ou não de Deus, no entanto, penso que compreender como Deus existe é importante, por isso o meu desejo de fazer compreender o parelismo de atributos entre o espirito /corpo do ser humano com o Universo /Deus.
Esta é a razão das minhas questões. Tenho para mim que, a necessidade de compreender como Deus existe e qual a verdadeira relação que deve existir entre o Homem e Deus, é fundamental para percebermos qual a finalidade das nossas vidas.
Um abraço
Luís Nuno

Luis Nuno

Mensagens : 14
Data de inscrição : 11/10/2013
Idade : 61
Localização : Lisboa - Cacem

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Ciência e a Fé

Mensagem por rasabino em Qua Mar 05, 2014 6:17 pm

Luis Nuno escreveu:Tenho para mim que, a necessidade de compreender como Deus existe e qual a verdadeira relação que deve existir entre o Homem e Deus, é fundamental para percebermos qual a finalidade das nossas vidas.
Um abraço
Luís Nuno[/color]

Entendo!

Creio que você tocou no ponto chave. "Coisas espirituais" ou coisas do espirito. Como poderíamos conceituar isto? Que métodos humanos poderiam nos ajudar a decodificar o ser espiritual que está em nós, habita em nós e ao mesmo tempo o Universo não pode contê-LO, pois Ele é maior que o Universo?

Sabe Luis, eu compreendo a tua necessidade de atingir a profundidade do conhecimento acerca de Deus, no entanto, penso que talvez o alvo deste conhecimento esteja equivocado.

Pensemos no que Jesus disse:

Todas as coisas me foram entregues por meu Pai, e ninguém conhece o Filho, senão o Pai; e ninguém conhece o Pai, senão o Filho, e aquele a quem o Filho o quiser revelar. Mateus 11:27

Temos uma objeção de Jesus aí: "ninguém conhece o Pai, senão o Filho, e aquele a quem o Filho o quiser revelar"

Se o caminho para as respostas para o conhecer de Deus, não passar por Jesus, creio que ficaremos tateando no escuro acerca destas questões. Além de passar por Jesus, ainda temos que ter a autorização dEle para que as respostas nos cheguem ao entendimento.

Ou seja, se Jesus disser que importante para nós, que é importante para a edificação da igreja, que é importante para mudar ou ajudar-nos em alguma coisa, que estas respostas no sejam reveladas, então, Ele nos concederá, do contrário, é melhor ficarmos onde estamos por enquanto.

Abraços meu irmão!

_________________
No amor,

Roberto A. Sabino
Blog O Evangelho Vive
rasabino@yahoo.com.br
(044)9805-7891
avatar
rasabino

Mensagens : 215
Data de inscrição : 18/03/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Ciência e a Fé

Mensagem por Luis Nuno em Qui Mar 06, 2014 6:43 pm

Olá novamente
Não sei se este é assunto de seu interesse, mas para mim é fundamental.
Com coração aberto e sincero, se não tiver motivação em abordarmos este assunto, não tem qualquer problema, seja sincero que não magoa. Por favor esteja à vontade.
Coisas espirituais, para mim, são todas as coisas que se relacionam com o nosso interior e esse interior são o sentir, o amar, o pensar, o criar, que fazem ou criam a nossa estrutura interior (consciência) e que de acordo com o sentido que tomam, nos tornamos mais próximos ou mais afastados de Deus ou de Jesus, por outras palavras, mais próximos ou mais afastados deste mundo, que satanás domina.
São estes atributos que constroem a nossa personalidade e fortalecem ou enfraquecem o nosso caracter.
Não sei como encara esta realidade, mas quanto a mim, nós somos seres duais de matéria (corpo) e não matéria (mente ou espírito), que se interrelacionam. Existimos nesta dualidade, no entanto, o amar, a consciência, o sentir, o pensar, o criar, que forma a nossa personalidade e caracter e sendo esta que deve ser semelhante a Deus e a Jesus, está para além desta dualidade matéria/não matéria, ou corpo/espirito.


O que quer dizer com - Sabe Luis, eu compreendo a tua necessidade de atingir a profundidade do conhecimento acerca de Deus, no entanto, penso que talvez o alvo deste conhecimento esteja equivocado.

A este seu comentário:
Ou seja, se Jesus disser que importante para nós, que é importante para a edificação da igreja, que é importante para mudar ou ajudar-nos em alguma coisa, que estas respostas no sejam reveladas, então, Ele nos concederá, do contrário, é melhor ficarmos onde estamos por enquanto.
Direi o que está escrito: (não sei se são exactamente estas palavras, mas o sentido é.)
Procura que encontrarás;
Bate que a porta se abrirá
Sabino, eu não entendo que Deus se coloque longe de nós, eu acredito que Deus nos quer totalmente unidos a Ele, tal como Jesus foi. Não deve haver qualquer barreira entre nós e Deus, mas na verdade há, e essa barreira é a nossa ignorância imposta por satanás desde o princípio. Não fora isso, nós teríamos total unidade com Deus e seriamos unha e carne com Deus, tal como foram Jesus (o filho) e Deus (o Pai)
Tal como o Sabino diz, Jesus é o caminho e não podemos ir para Deus se não for por meio do filho, mas para mim isso implica também libertar-me da ignorância que me (a todos nós) envolve. Na ignorância nunca poderei unir-me na sua totalidade a Jesus e a Deus.
LN

Luis Nuno

Mensagens : 14
Data de inscrição : 11/10/2013
Idade : 61
Localização : Lisboa - Cacem

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Ciência e a Fé

Mensagem por rasabino em Dom Mar 09, 2014 9:07 am

Luis Nuno escreveu:Olá novamente
Não sei se este é assunto de seu interesse, mas para mim é fundamental.
LN

Graça e Paz Luis, tudo bem?

Há muitos outros assuntos que tb passam pela minha vontade em saber e conhecer, mas volto a questão:

O que é elevado para Deus?

Tal ciência é para mim maravilhosíssima; tão alta que não a posso atingir. Salmos 139:6

Há coisas que nos estão disponíveis. Outras não:

As coisas encobertas pertencem ao Senhor nosso Deus, porém as reveladas nos pertencem a nós e a nossos filhos para sempre, para que cumpramos todas as palavras desta lei. Deuteronômio 29:29

Eu, particularmente, sou muito cuidadoso quando se trata destes processos dentro em mim, pela busca do conhecimento:

Porque Deus sabe que no dia em que dele comerdes se abrirão os vossos olhos, e sereis como Deus, sabendo o bem e o mal. Gênesis 3:5

Há coisas na dimensão do conhecimento de Deus que eu considero que são insondáveis:

Ó profundidade das riquezas, tanto da sabedoria, como da ciência de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis os seus caminhos! Por que quem compreendeu a mente do Senhor? ou quem foi seu conselheiro? Ou quem lhe deu primeiro a ele, para que lhe seja recompensado? Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém. Romanos 11:33-36

Essa concupiscência pelo conhecimento de Deus está corrompida pelo pecado que nos habita, e portanto, devemos ter cuidado ao buscarmos aquilo que é elevado para nós e não é elevado para Deus:

E viu a mulher que aquela árvore era boa para se comer, e agradável aos olhos, e árvore desejável para dar entendimento; Gênesis 3:6

Quando ouço o Evangelho, tenha a plena convicção que quanto mais eu me conheço mais eu percebo quão distante estou do alvo: Jesus! E é justamente esta percepção que me faz sadio no espirito, que o conhecimento cada vez maior do meu "si mesmo" em relação a Jesus, me faz sentir um ser miserável!

Não penso que o saber de Deus que edifica é aquele que descobre como é natureza dEle, mas sim como Ele expressa o Seu AMOR, conforme João 3:16. Creio que o saber de Deus que edifica, não é o conhecimento de como Deus existe em sua divindade, como pode ser constituído o Seu ser, mas sim como, neste mundo, viver e andar de acordo com os ensinos de Cristo. Isto é elevado para Deus!

NO dia em que eu estiver andando e vivendo como Jesus Cristo aqui neste mundo, então ousarei a buscar conhecimentos tão elevados como estes que você vem buscando. Digo isto com sinceridade e sem nenhum dolo (culpa).

Abraços meu irmão! Bom domingo pra você e sua família!

_________________
No amor,

Roberto A. Sabino
Blog O Evangelho Vive
rasabino@yahoo.com.br
(044)9805-7891
avatar
rasabino

Mensagens : 215
Data de inscrição : 18/03/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Ciência e a Fé

Mensagem por Luis Nuno em Sex Mar 14, 2014 6:24 pm

Olá Sabino
Entendo perfeitamente a sua atitude e aprecio o seu cuidado, contudo as passagens mencionadas não se adequam ao meu desejo de compreender como Deus existe (é diferente de procurar “saber as coisas insondáveis e Seus juízos, assim como aos inescrutáveis caminhos de Deus”) e o que aconteceu em Géneses 3:5 é diferente do que a ciência nos procura ensinar. A ciência não mente, pode enganar-se, e quando se engana ela procura de coração aberto entender o erro e corrigi-lo, mas não mente – “porém as reveladas nos pertencem a nós e a nossos filhos para sempre, para que cumpramos todas as palavras desta lei” – Deuteronómio 29:29. É Exactamente isto que a ciência nos trás, ou seja, a ciência revela-nos as coisas de Deus, as suas leis os “comos” e os “porquês” destas. Este desvendar pode trazer-nos o conhecimento necessário para nós e para todas as gerações futuras (nossos filhos) cumprirem o objectivo da Criação de Deus.
Não há que ter receio da ciência, das pessoas (cientistas) talvez, da ciência não, ela não mente nem engana, nem tão pouco seduz.

Sabino, o que me diz dos seguintes textos.

Todos os fenómenos do universo, da energia ao homem, são meros aspectos aparentemente distintos de uma mesma realidade fundamental: a energia.  

; o universo é um corpo de energia concentrada imerso, como que banhando-se, em um oceano infinito de pura energia. E já que vida e não-vida não se opõem, e o universo exibe a vida como uma de suas partes intrínsecas (a qual se manifesta como actividade, psiquismo, sensibilidade e volitividade); e já que essa energia decidiu se transformar no universo, podemos então falar em uma Bioenergia, e chamar a essa Bioenergia de Ser-luz, ou Biocosmos.
O universo é um ser vivo, o universo é divino, o universo é o próprio Deus invisível e infinito que se automanifestou em uma forma finita e visível, perceptível à consciência humana.  Tal é o que expressaram as duas principais esferas culturais da história: afro-indiana (Os Vedas, especialmente o Bhagavad Gita) e judaico-cristã (a Bíblia), cuja visão essencial sobre a origem e a natureza do universo pode ser assim expressa:
“O universo é o próprio Criador — Deus — que Se projetou em uma forma substancial.  A finalidade última da criação do universo é uma manifestação visível e finita de Deus; e esta, é o homem”.


Ou, segundo a visão do Dr. David Bohm:

“O universo é um Ser-luz infinito, superpoderoso, dotado de um conteúdo informacional e de uma vontade consciente e criativa, capaz de decidir projetar-se a si mesmo sob a forma finita das partículas...  As pessoas intuem uma forma de inteligência que, no passado, organizou o universo, e a personalizam, chamando-a Deus”.

Isto é uma análise filosófica daquilo que os cientistas das ciências concretas nos têm revelado e que, sob o meu olhar, fazem-nos reflectir sobre o modo como Deus existe ou se manifesta. É claro que este é um assunto que deve ser abordado com mais atenção e essencialmente com sede de conhecer.

Um abraço
LN

Luis Nuno

Mensagens : 14
Data de inscrição : 11/10/2013
Idade : 61
Localização : Lisboa - Cacem

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Ciência e a Fé

Mensagem por rasabino em Sab Mar 15, 2014 12:25 pm

Não entendo que Deus seja o Universo. Pois se há um Universo criado, logo não pode ser Deus, pois Deus criou o Universo (cosmos). Este é um obra de Deus:

Pela fé entendemos que os mundos pela palavra de Deus foram criados; de maneira que aquilo que se vê não foi feito do que é aparente. Hebreus 11:3

Universos, multi-versos, dimensões visíveis (estudáveis) e invisíveis (fora do alcance da ciência), tudo ainda isto ainda são obras realizadas por Deus, e portanto não é Deus, mas saiu de Deus!

Abraços, bom fim de semana!

_________________
No amor,

Roberto A. Sabino
Blog O Evangelho Vive
rasabino@yahoo.com.br
(044)9805-7891
avatar
rasabino

Mensagens : 215
Data de inscrição : 18/03/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Ciência e a Fé

Mensagem por Luis Nuno em Dom Mar 16, 2014 5:53 pm

Errei ao colocar a parte conclusiva de um texto.
Não sou nem defendo o panteísmo, assim como não quis dizer que Deus era o universo, e creio que no continuar do texto que eu deixei aqui, eu não consigo concluir que o universo é Deus.
O que quis dizer usando a imagem de Deus é o universo, é que Deus se automanifestou visivelmente no universo e particularmente no “Homem” e quis que o ser humano fosse capaz de percebe-LO pelo seu ser espiritual (à consciência humana). Neste sentido o Universo é Divino, o universo é a expressão infinitamente, finita e visivel de Deus infinito e invisivel.
Direi mesmo que Deus está para além da própria energia que é invisível e sem principio nem fim. É aquilo que escrevi de BIOenergia (bio, de vida). É este BIO (linguagem mais cientifica) que conduziu a transformação da energia em todos os seus aspectos ou manifestações a começar pelas partículas que evoluíram para moléculas, que evoluíram para céclulas, que evoluíram para tecidos, que evoluíram para órgãos, que evoluíram para a formação do reino vegetal, do reino animal e por fim do HOMEM.
ELE automanifestou-se no universo e particularmente no HOMEM, por meio da energia invisível e infinita que “O” compõe. Mas Deus (BIO) é mais profundo que a energia da ciência que é fria e mecânica.
Foi isto que quis dizer, não que o universo era Deus de forma literal. Espero ter sido mais claro desta vez e as minhas desculpas por não ter sido esclarecedor.
LN

Luis Nuno

Mensagens : 14
Data de inscrição : 11/10/2013
Idade : 61
Localização : Lisboa - Cacem

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Ciência e a Fé

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum