Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Palavras chave

Últimos assuntos
» POR QUE AS PESSOAS ABANDONAM A “IGREJA”
Ter Jan 20, 2015 1:28 pm por Jardim Regado

» Para que são os "sinais"?
Seg Out 27, 2014 8:03 pm por Jardim Regado

» Fórum - Transformando "igrejados" em "desigrejados"
Seg Jul 28, 2014 5:29 pm por rasabino

» O Evangelho Vive #25
Qua Jun 11, 2014 5:00 pm por Jardim Regado

» Desabafo 3
Sex Maio 16, 2014 7:48 pm por rasabino

» Desabafo 2
Sex Maio 16, 2014 7:47 pm por rasabino

» Desabafo 1
Sex Maio 16, 2014 7:46 pm por rasabino

» O Evangelho Vive #24
Ter Abr 22, 2014 9:10 pm por rasabino

» O Evangelho Vive #23
Ter Abr 22, 2014 4:41 pm por rasabino

Setembro 2017
SegTerQuaQuiSexSabDom
    123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930 

Calendário Calendário

Parceiros
Fórum grátis


Amor, vínculo da perfeição

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Amor, vínculo da perfeição

Mensagem por Jardim Regado em Qua Out 30, 2013 11:43 am




Darei continuidade ao assunto que comecei no texto anterior, onde comecei falando sobre atemporalidade. Assim fica mais fácil assimilar que antes que houvesse homem, pecado e morte, já havia amor, perdão e cura. Sim, o plano redentor de Deus, nasceu na eternidade, antes que houvesse mundo.

Para mentes encerradas no tempo, é um assunto bastante complexo. Mas levando em conta que todo homem tem um espírito e pode discernir por meio dele, deixo fluir o que intuí.

Como já disse aqui, na eternidade, por presciência, Deus entrou em acordo consigo mesmo ao nosso respeito e abriu a Porta, por onde passariam os remidos, desde que aceitassem se negar para que o amor fluisse. É escolha de cada homem passar por ela, ou ficar de fora. O que Deus havia de fazer por nós, já foi feito e consumado no tempo. Agora, cada homem pode escolher crer ou não na Boa Nova.

Desde o início da história, vemos homens se relacionando com Deus, se achegando à Ele e sendo orientados por Sua Vontade boa, perfeita e agradável. No contexto da história bíblica, há uma galeria dos heróis da fé, que são homens que viveram antes e durante a Lei Mosaica, que manifestaram sua confiança e dependência em Deus. Abel, Enoque, Noé, Abraão, Sara, Isaque, Jacó, José, Moisés, Raabe, Gideão, Baraque, Sansão, Jefté, Davi, Samuel. Todos estes deram testemunho de terem vivido pela fé, mesmo sem Lei. Alguns, mesmo vivendo no contexto da Lei, viveram sob a Ordem de Melquisedeque, segundo o governo divino dentro de si e não sob obediência à ordens externas.

Até hoje, embora a Igreja perpetue a Lei para Israel, contaminando a Graça, o que Jesus veio ensinar é um caminho muito mais excelente: o Amor. Ele não ensinou uma nova religião, nem um novo conjunto de podes e não podes, mas uma nova mentalidade, uma nova postura diante da vida, onde a essência amorosa de Deus é nossa maior influência.

O amor é o vínculo da perfeição, é ele quem alimenta a fé e faz crescer o conhecimento da verdade. Amor é uma nova mentalidade que separa o joio do trigo. É a essência amorosa que nos faz conhecidos de Deus e nos torna seus cooperadores no anúncio do Evangelho. Só o amor aperfeiçoa, só o amor nos torna UM em Cristo.

A Lei foi um parênteses na história, com o propósito de revelar a dependência do homem na misericórdia de Deus. É impossível ao homem ser aperfeiçoado por mérito próprio, por isso Jesus se fez nosso mediador. Por meio da redenção em Cristo, estamos religados, mas se rejeitamos a intervenção divina, ainda somos donos de nossas culpas.

O Amor é a essência de Deus, que se manifestou ao mundo em Cristo. Transcendendo em nossa direção, não nos resta outra coisa, senão emanar amor na direção de todos os homens, cumprindo o propósito eterno, até que Deus nos ressuscite, para estar com Ele eternamente.

_________________
"Serás como um jardim regado e como um manancial, cujas águas nunca faltam Is 58:11b"

http://janetecardoso.blogspot.com.br/
avatar
Jardim Regado

Mensagens : 223
Data de inscrição : 17/03/2013
Idade : 45
Localização : Belo Horizonte

Ver perfil do usuário http://janetecardoso.blogspot.com.br/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Amor, vínculo da perfeição

Mensagem por rasabino em Qua Out 30, 2013 5:52 pm

Vou fugir um pouquinho do desenvolvimento do texto inicial mas é por uma razão muito importante e que se fará entender.

De fato a Lei só testifica da nossa natureza Adâmica. Ela só demonstra que o homem é incapaz de ser aperfeiçoado, melhorado no seu homem interior... no seu caráter! Esta natureza é chamada de animal.

Mas dentro do homem animal (carnal) é possível gerar outro homem, uma nova criação, um novo ser transcendente do primeiro. Que pertence a outra dimensão... a outro reino!

Porém esta outra "genealogia" (Ordem de Melquizedeque) é que vem causando uma grande dificuldade no entendimento dos homens. Nascer de novo ainda é mistério para muitos teólogos. Duas semente ao mesmo tempo, dois homens num mesmo corpo. Uma que gera fruto para morte (pecado) chamada joio, e outra que gera fruto (fruto do Espirito) para vida eterna chamada trigo!

Se estas duas sementes forem separadas agora, causaria a morte antecipada do corpo físico em todos os gerados do Espirito, e desta forma, o Evangelho não seria anunciado até que Ele venha, e assim Jesus disse:

E ele lhes disse: Um inimigo é quem fez isso. E os servos lhe disseram: Queres pois que vamos arrancá-lo? Ele, porém, lhes disse: Não; para que, ao colher o joio, não arranqueis também o trigo com ele. Deixai crescer ambos juntos (pois estão no mesmo corpo) até à ceifa; e, por ocasião da ceifa, direi aos ceifeiros: Colhei primeiro o joio, e atai-o em molhos para o queimar; mas, o trigo, ajuntai-o no meu celeiro. Mateus 13:28-30

A ceifa é a vinda do Filho do homem em  glória e os ceifeiros são os anjos que ajuntarão dos quatro cantos da terra somente o "trigo". Então ouçam, na vinda do Senhor, o que vai morrer primeiro é todo aquele que ainda não gerou outra semente de vida dentro de si, para depois nós os que estivemos vivos (óbvio porque só vai restar nós na terra) seremos arrebatados para nos encontrarmos com o Senhor nos ares!

O inimigo, que o semeou, é o diabo; e a ceifa é o fim do mundo; e os ceifeiros são os anjos. Assim como o joio é colhido e queimado no fogo, assim será na consumação deste mundo. Mandará o Filho do homem os seus anjos, e eles colherão do seu reino tudo o que causa escândalo, e os que cometem iniqüidade. E lançá-los-ão na fornalha de fogo; ali haverá pranto e ranger de dentes. Então os justos resplandecerão como o sol, no reino de seu Pai. Quem tem ouvidos para ouvir, ouça. Mateus 13:39-43

Esta "fornalha de fogo" é temporal, pois trata-se do inferno. Enquanto os nascido do Espirito estarão em festa nas bodas do Cordeiro (mil anos) alguém estará esperando o tribunal de Cristo em outro lugar!


Última edição por rasabino em Qui Out 31, 2013 10:19 am, editado 1 vez(es)

_________________
No amor,

Roberto A. Sabino
Blog O Evangelho Vive
rasabino@yahoo.com.br
(044)9805-7891
avatar
rasabino

Mensagens : 215
Data de inscrição : 18/03/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Amor, vínculo da perfeição

Mensagem por Jardim Regado em Qua Out 30, 2013 9:27 pm

O irmão que visitar este tópico, não vai entender nada do que você está dizendo.
Particularmente, vejo uma dualidade na interpretação desta parábola, porque somos ambíguos e porque há duas classes de pessoas, as que creram e as que não creram. Como a maioria acredita que joio e trigo são pessoas distintas, convém você explicar melhor sobre as duas sementes.

_________________
"Serás como um jardim regado e como um manancial, cujas águas nunca faltam Is 58:11b"

http://janetecardoso.blogspot.com.br/
avatar
Jardim Regado

Mensagens : 223
Data de inscrição : 17/03/2013
Idade : 45
Localização : Belo Horizonte

Ver perfil do usuário http://janetecardoso.blogspot.com.br/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Amor, vínculo da perfeição

Mensagem por rasabino em Qui Out 31, 2013 11:00 am

Jardim Regado escreveu:O irmão que visitar este tópico, não vai entender nada do que você está dizendo.
Particularmente, vejo uma dualidade na interpretação desta parábola, porque somos ambíguos e porque há duas classes de pessoas, as que creram e as que não creram. Como a maioria acredita que joio e trigo são pessoas distintas, convém você explicar melhor sobre as duas sementes.
O que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espírito é espírito. Não te maravilhes de te ter dito: Necessário vos é nascer de novo. João 3:6-7


Somos descendência de Adão. Jesus chama este nascimento de "nascido da carne". Esta é a semente de Adão corruptível:

Insensato! o que tu semeias não é vivificado, se primeiro não morrer. 1 Coríntios 15:36


Mas Deus dá-lhe o corpo como quer, e a cada semente o seu próprio corpo.
1 Coríntios 15:38


Nosso corpo físico é como uma terra (Adam significa pó da terra ou barro). Então entendemos pela parábola do joio e do trigo que em nosso corpo físico foi inserido uma semente de joio lá no Éden, e assim passamos a produzir fruto para morte (pecados). Esta semente joio também pode ser chamada de mentira (ou engano) e esta mentira/engano produziu seu fruto: Cobiça!

A Palavra de Deus e seus mandamentos, são como sementes também, esta semente é vista na parábola do joio e do trigo como a mensagem do Evangelho. Também podemos chamá-la de Verdade, e produz fruto para a vida eterna.

Assim também a ressurreição dentre os mortos. Semeia-se o corpo em corrupção; ressuscitará em incorrupção. Semeia-se corpo natural, ressuscitará corpo espiritual. Se há corpo natural, há também corpo espiritual.1 Coríntios 15:42; 44-45

Resumindo fica assim: Nosso corpo hoje é como uma terra. Nela já se encontra a semente que foi inserida em Adão e que vem produzindo em nós a morte. Esta semente tem o poder de fazer morrer a terra na qual ela está inserida. Assim todo homem nasce, cresce e morre!

Porém, o Evangelho é uma outra semente, que produz em nós vida. Nosso corpo está contaminado pelo semente corruptível de Adão, e logo ele não existirá mais. Mas como em nosso espirito (consciência) foi semeada uma outra semente de vida, Deus nos prepara outro corpo para esta vida existir em eternidade:

Na casa de meu Pai há muitas moradas (corpos); se não fosse assim, eu vo-lo teria dito. Vou preparar-vos lugar (corpo glorificado). E quando eu for, e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos levarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós também. João 14:2-3


Porque sabemos que, se a nossa casa terrestre deste tabernáculo (corpo físico) se desfizer (morrer), temos de Deus um edifício, uma casa (corpo glorificado) não feita por mãos, eterna, nos céus. E por isso também gememos, desejando ser revestidos da nossa habitação (corpo glorificado), que é do céu; se, todavia, estando vestidos, não formos achados nus. Porque também nós, os que estamos neste tabernáculo, gememos carregados; não porque queremos ser despidos, mas revestidos, para que o mortal seja absorvido pela vida. 2 Coríntios 5:1-4


Fechando o entendimento, precisamos discernir que dentro em nós há dois homens (natural e espiritual), duas descendências (Adão e Cristo), duas genealogias (Lei e Graça), duas sementes (joio e trigo), dois tempos (temporal e eterno), dois futuros (morte e vida eterna):

Porque eu bem sei os pensamentos que tenho a vosso respeito, diz o Senhor; pensamentos de paz, e não de mal, para vos dar o fim (futuro) que esperais. Jeremias 29:11


Aquele que crê e espera a vida eterna já tem um corpo glorificado (casa) para morar! Quem não crê na ressurreição e vida pós morte, já tem a morte em si mesmo!

_________________
No amor,

Roberto A. Sabino
Blog O Evangelho Vive
rasabino@yahoo.com.br
(044)9805-7891
avatar
rasabino

Mensagens : 215
Data de inscrição : 18/03/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Amor, vínculo da perfeição

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum