Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Palavras chave

Últimos assuntos
» POR QUE AS PESSOAS ABANDONAM A “IGREJA”
Ter Jan 20, 2015 1:28 pm por Jardim Regado

» Para que são os "sinais"?
Seg Out 27, 2014 8:03 pm por Jardim Regado

» Fórum - Transformando "igrejados" em "desigrejados"
Seg Jul 28, 2014 5:29 pm por rasabino

» O Evangelho Vive #25
Qua Jun 11, 2014 5:00 pm por Jardim Regado

» Desabafo 3
Sex Maio 16, 2014 7:48 pm por rasabino

» Desabafo 2
Sex Maio 16, 2014 7:47 pm por rasabino

» Desabafo 1
Sex Maio 16, 2014 7:46 pm por rasabino

» O Evangelho Vive #24
Ter Abr 22, 2014 9:10 pm por rasabino

» O Evangelho Vive #23
Ter Abr 22, 2014 4:41 pm por rasabino

Novembro 2017
SegTerQuaQuiSexSabDom
  12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930   

Calendário Calendário

Parceiros
Fórum grátis


Segunda reforma protestante

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Segunda reforma protestante

Mensagem por Jardim Regado em Qua Ago 28, 2013 8:10 pm

Encontrei este texto interessantíssimo do Paulo Brabo e trouxe para compartilhar com os irmãos, depois, podemos refletir sobre o assunto. Abraços! Smile

http://www.baciadasalmas.com/2013/os-sinais-da-segunda-reforma-a-fenda-crescente-dentro-do-novo-testamento/
avatar
Jardim Regado

Mensagens : 223
Data de inscrição : 17/03/2013
Idade : 46
Localização : Belo Horizonte

Ver perfil do usuário http://janetecardoso.blogspot.com.br/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Segunda reforma protestante

Mensagem por Jardim Regado em Qua Ago 28, 2013 8:13 pm

A impressão que eu tenho, é que os seguidores de Cristo, já não o reconhecem.
avatar
Jardim Regado

Mensagens : 223
Data de inscrição : 17/03/2013
Idade : 46
Localização : Belo Horizonte

Ver perfil do usuário http://janetecardoso.blogspot.com.br/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Segunda reforma protestante

Mensagem por rasabino em Qui Ago 29, 2013 1:01 pm

Graça e paz a todos!

Se bem nos atentarmos para o assunto vamos ter um bom tempo de caminhada. O escritor está sensível às mudanças que vem ocorrendo nas últimas décadas no meio cristão, e nós temos visto que cada dia que passa elas se tornam mais visíveis, ao mesmo tempo que rasgam e fazem novas seções na caminhada cristã. Abrir uma  nova igreja (falo de instituição denominacional) já não produz mais aquele "frisson" espiritual. As pessoas já não querem mais uma porta nova aberta na rua, elas querem um novo conceito de vida cristã. O perigo, ao meu ver, é que de fato novos conceitos de comunhão cristã estão surgindo. Temos as igrejas nos lares copiando a rotina da igreja primitiva, porém de outro lado, temos as comunidades liberais, chamando adesão a classe das minorias (LGBT) socialmente reprimidas nos cultos evangélicos, sem falar nas igrejas com público bem definido como é o caso da Igreja Bola de Neve em Curitiba.

Para começar a discussão do assunto gostaria de destacar o seguinte ponto do texto em questão:

“Graça” deixou de ser um conceito teológico ou um ingrediente da fórmula da redenção, e passou a ser entendida como a verdadeira definição do caráter do Deus de Jesus – o Deus de quem Jesus falava e cuja celebração ele vivia. Ao contrário de qualquer outra divindade desenhada ou descrita pelos homens, o Deus de Jesus é absolutamente apaixonado pelo homem comum, o pecador ambíguo e sem ficha limpa que não moveu um dedo para barganhar ou merecer a divina atenção. Esse Deus intransigente em sua generosidade é o Deus que Jesus encarnava: um Deus que, por ser tão irresistivelmente humano, tão graciosamente humano, todo homem deveria ser capaz de desejar.
avatar
rasabino

Mensagens : 215
Data de inscrição : 18/03/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Segunda reforma protestante

Mensagem por Jardim Regado em Qui Ago 29, 2013 9:03 pm

Durante muito tempo a Graça ficou abafada naquela lista de podes e não podes. A imagem do Deus sisudo e terrível sempre foi usada para podar a conduta das pessoas.

O que eu acho interessante, é que ninguém ousava questionar nada. Ouvia-se e acatava-se toda a sorte de tirania, sem nenhuma inquietação, tendo a Bíblia ao alcance das mãos.

Parece que os olhos viam sem enxergar e os ouvidos escutavam sem ouvir. Só de uns tempos pra cá, temos visto as pessoas despertando para a necessidade de um resgate do Evangelho de Jesus, puro, simples, sem esses entulhos acrescentados por homens.

Mas por outro lado, é muito corriqueiro ver que algumas pessoas magoadas com a instituição, abandonam também Jesus. Cada dia é mais comum ver jovens que tem acesso à filosofia por exemplo, achar que tem que acompanhar o pensamento pós-moderno e acabam tomando a forma do espírito deste mundo, eliminando qualquer resquício de fé e vivendo na loucura deste labirinto.

Graça é o favor imerecido que não volta atrás, foi-nos dado. Mas o que acontecerá com esses cristãos que já não seguem o Cristo?
avatar
Jardim Regado

Mensagens : 223
Data de inscrição : 17/03/2013
Idade : 46
Localização : Belo Horizonte

Ver perfil do usuário http://janetecardoso.blogspot.com.br/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Segunda reforma protestante

Mensagem por rasabino em Sab Ago 31, 2013 11:31 am

Jardim Regado escreveu: Só de uns tempos pra cá, temos visto as pessoas despertando para a necessidade de um resgate do Evangelho de Jesus, puro, simples, sem esses entulhos acrescentados por homens. Mas por outro lado, é muito corriqueiro ver que algumas pessoas magoadas com a instituição, abandonam também Jesus. Cada dia é mais comum ver jovens que tem acesso à filosofia por exemplo, achar que tem que acompanhar o pensamento pós-moderno e acabam tomando a forma do espírito deste mundo, eliminando qualquer resquício de fé e vivendo na loucura deste labirinto.
Graça é o favor imerecido que não volta atrás, foi-nos dado. Mas o que acontecerá com esses cristãos que já não seguem o Cristo?
Graça e Paz Janete. Existe uma segunda carta de Paulo aos Tessalonicenses bem interessante, mal discernido por grande parte da comunidade cristã que diz mais ou menos o seguinte:

Que para que definitivamente o "homem do pecado" venha se assentar no lugar santo (alma/coração) é necessário que seja primeiramente tirado de lá (do lugar santo) justamente aquilo o impede de entrar e se assentar.

A igreja se divide em duas opiniões: Uns dizem que é o Espirito Santo, ou seja, que a pressão externa (o homem do pecado) virá com poder suficiente para tirar de dentro das pessoas o Espirito Santo de Deus (eu descordo).

Outra parte da igreja (minoria) diz que é o Evangelho (como palavra de VIDA) que será tirado das pessoas. De algumas décadas para cá, o que se misturou ao Evangelho como doutrina (fermento) foi tanto, que pouquíssimas pessoas hoje sabem mais o que Ele é ou representa como mensagem.

Assim a maioria das pessoas tem algo no coração/alma que não se chama mais O Evangelho da Graça. Alguns anos atrás Philip Yancey veio resgatando em seus escritos o Evangelho da Graça, mas infelizmente não é mais isto que o povo quer ouvir/ler. Muitos corações chegam ao cristianismo na esperança de estarem sendo bem alimentadas, e quando percebem que não há retorno daquilo que elas esperavam devido aquilo que as pregações propunham, abandonam suas denominações dizendo que a experiência com o "Evangelho" foi uma decepção.

Definitivamente o "o homem do pecado" já está instalado em muitos corações, e nestes casos não há mais o que fazer senão clamar pela misericórdia de Deus que de alguma forma caiam por terra as escamas que envolve os olhos desta pessoas cegadas pela religião, e que haja um lugar onde estas pessoas possam ser acolhidas e alimentadas.

Pode ser que eu esteja errado, mas a internet tem sido um lugar de refúgio e de alimento para muitos que estão procurando o Evangelho de Graça, visto que não precisam estar debaixo de autoridades eclesiásticas e podem se auto alimentarem.
avatar
rasabino

Mensagens : 215
Data de inscrição : 18/03/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Segunda reforma protestante

Mensagem por Jardim Regado em Dom Set 01, 2013 10:50 pm

Eu também tenho visto isso e até pouco tempo, participei de vários blogs onde aprendi a ver a fé por outro prisma. Foi nesses grupos que comecei a me desintoxicar da religiosidade e libertei minha mente para pensar com mais autonomia e assim, assimilar a revelação, ao invés de apenas engolir coisas mastigadas.

Vejo que essas pessoas, a maioria delas, acabam se desvinculando das igrejas evangélicas e "congregando" nesses grupos dos seus iguais. Mas com o tempo, perdem o interesse por congregar, esfriam no amor e por último se desinteressam do Evangelho e vão viver seus próprios interesses. Se afastam da fonte e acabam se esvaziando.

Talvez por conhecer tanta gente assim, persevero em congregar numa instituição. Muitas coisas eu já não engulo, mas prefiro isto do que aquilo.
avatar
Jardim Regado

Mensagens : 223
Data de inscrição : 17/03/2013
Idade : 46
Localização : Belo Horizonte

Ver perfil do usuário http://janetecardoso.blogspot.com.br/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Segunda reforma protestante

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum